fbpx

Paraguai aprova nova soja transgênica

A empresa argentina de biotecnologia Bioceres informou na terça-feira que o governo do Paraguai aprovou sua variedade de sementes de soja resistentes à seca e herbicidas ‘HB4’, acrescentando o quarto exportador internacional de oleaginosas à lista de países que autorizaram o uso dessa semente. Essa variedade de soja GM foi desenvolvida por um consórcio público-privado da Argentina e EUA e já foi aprovada pelos Estados Unidos, Brasil e Argentina, os três maiores exportadores mundiais de soja.

A variedade é desenvolvida pela Bioceres e pela American Arcadia Biosciences por meio da joint venture Verdeca, e já foi aprovada pelos Estados Unidos, Brasil e Argentina, os três principais exportadores mundiais de soja. “É um passo importante, que, visto da oportunidade de mercado, não apenas agrega mais de três milhões de hectares, mas também nos ajuda nos esforços de desenvolvimento para o sul do Brasil, onde as condições de produção são geralmente semelhantes”, disse Federico Trucco, CEO da Bioceres, em comunicado da empresa.



A empresa também informou que a China, principal importadora mundial de soja, continua avaliando a aprovação da variedade ‘HB4’, mas acredita que isso ocorrerá no final de 2020. A luz verde chinesa é uma condição necessária para a venda da variedade na Argentina, acrescentou.

Estados Unidos, Brasil, Argentina e Paraguai concentrariam 93% das 149,7 milhões de toneladas de soja que seriam exportadas na campanha 2019/20, de acordo com informações divulgadas pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) assim que o anúncio da variedade foi feito.


SEGURO AGRÍCOLA
Com a necessidade do produtor rural ter um seguro de lavoura sem burocracia, de fácil contratação e que protegesse seus altos investimentos contra intempéries climáticas, a SEGURAGRO inovou os serviços de atendimento e assessoria na contratação de seguro agrícola de lavouras para culturas de soja, milho, trigo, feijão, café, cana-de-açúcar e outras culturas.

SAIBA MAIS SOBRE SEGUROS AGRÍCOLAS

Fonte: Agrolink