fbpx

Empresa cria solução para reduzir falta de mão de obra nas colheitas

Um problema crônico enfrentado por produtores de frutas, especialmente de uva, maçã, moranguinho e oliveiras, pode estar com os dias contados. A falta de mão de obra qualificada para os períodos de colheita tem dado muita dor de cabeça para os produtores rurais, especialmente da Serra Gaúcha.

No entanto, uma empresa criada nos moldes de uma startup pretende suprir o êxodo de trabalhadores rurais oferecendo mão de obra qualificada para os períodos de colheita, com segurança jurídica para o produtor e estabilidade para o trabalhador.



O advogado e diretor executivo da Via Rural, Jarbas Fagundes, explica como nasceu a ideia de criar a empresa e oferecer esse tipo de serviço:

“A gente vem acompanhando nos últimos anos que existe uma carência muito grande de mão de obra qualificada, sobretudo na Serra Gaúcha, seja pela migração dos trabalhadores do campo para cidade ou devido aos processos sucessórios nas propriedades, onde os filhos também vão migrando para a cidade e deixando os pais sozinhos no campo. Com isso, naturalmente se criou uma necessidade muito grande de mão de obra, principalmente para os períodos de safras.”

Jarbas conta que a empresa foi criada há dois anos e o primeiro passo foi elaborar um amplo banco de dados formado por trabalhadores recrutados em vários municípios, especialmente da campanha, onde há uma oferta muito expressiva de mão de obra e que todo ano vai para Serra Gaúcha durante a safra.

“Na medida que o produtor tem a necessidade de um grupo de safristas ele nos liga e nós recrutamos e preparamos o trabalhador para atuar na colheita. Desta forma, assinamos a carteira do trabalhador, recolhemos todos os impostos, fazemos exame médico e colocamos o trabalhador dentro da propriedade para trabalhar com toda segurança jurídica para o produtor”, detalha.

Segurança Jurídica

O advogado reforça que essa relação de trabalho oferece uma segurança jurídica para o produtor, que está contratando uma empresa que fará todo o serviço de recursos humanos para a contratação dos trabalhadores e será responsável pelo cumprimento de todas as exigências legais.

“Para o produtor, é fundamental porque, quando ocorre uma fiscalização, o proprietário estará tranquilo, pois todas as exigências legais são de responsabilidade da Via Rural. Isso garante que todo trabalhador que estiver na propriedade terá contrato, carteira assinada e fundo de garantia. Enfim, todos os direitos trabalhistas, além de estar coberto pela previdência social”, destaca.

Qualificação profissional

A preocupação com a qualificação da mão de obra é outro aspecto que está presente na solução oferecida pela Via Rural. O diretor assinala que a empresa, além de contar com um amplo banco de dados com pessoal que já trabalharam em outras safras em diferentes culturas, investe na qualificação e treinamento da mão de obra dos safristas.

“Quando contratamos o trabalhador, nos preocupamos muito com sua qualificação, porque, tanto para uva, maçã, moranguinho ou outra cultura, a sua qualificação é fundamental para o êxito do processo. Além disso, acompanhamos a safra de perto e ajustamos os horários com as necessidades da lavoura ou da indústria, ou das vinícolas no caso da uva, sempre para que o produto possa ser entregue dentro do prazo e com as garantias que o mercado requer.”


SEGURO AGRÍCOLA
Com a necessidade do produtor rural ter um seguro de lavoura sem burocracia, de fácil contratação e que protegesse seus altos investimentos contra intempéries climáticas, a SEGURAGRO inovou os serviços de atendimento e assessoria na contratação de seguro agrícola de lavouras para culturas de soja, milho, trigo, feijão, café, cana-de-açúcar e outras culturas.

SAIBA MAIS SOBRE SEGUROS AGRÍCOLAS

Fonte: Agro em Dia